Marianne
A brisa se transformou em ventania
E o ar que respiro está em movimento girando entre nós
Eu sinto a dor do céu e as lágrimas da chuva
Como pode o mesmo amor cuidar e machucar?
Porque não tem um meio termo?
Porque nada do meu passado irá voltar a tona?
Aprisionada em miragens eu ainda ouço a canção
Do mundo doce feito de algodão
E seus olhos estão girando ao redor de uma única coisa
Entre cristais e pó eu posso te sentir tão vivo
Entre o vapor e o doce aroma eu posso me sentir tão viva
Você é bom, você é mal,
Você não esconde suas sequelas eu as vejo como num espelho
Eu sinto a dor do céu sobre nossas cabeças
E não há retorno entre eu, entre você, entre nós...
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário