Marianne

 (Ofereço essa música para a minha avó)

É, eu vou lhe dizer uma coisa,
Acho que você vai entender
Quando eu disser aquelas coisas
Eu quero segurar sua mão
Eu quero segurar sua mão
Eu quero segurar sua mão

Por favor, me diga
Que você me deixará ser o seu homem,
E por favor, me diga
Que você me deixará segurar a sua mão
Agora, deixe-me segurar sua mão
Eu quero segurar sua mão

E quando eu te toco me sinto feliz por dentro
É um sentimento tão forte que, meu amor.
Eu não consigo esconder,
Eu não consigo esconder,
Eu não consigo esconder.

Você tem aquela coisa especial,
Acho que você vai entender.
Quando eu disser aquelas coisas
Eu quero segurar a sua mão,
Eu quero segurar a sua mão,
Eu quero segurar a sua mão.

E quando eu te toco me sinto feliz por dentro
É um sentimento tão forte que, meu amor.
Eu não consigo esconder,
Eu não consigo esconder,
Eu não consigo esconder.

Você tem aquela coisa especial,
Acho que você vai entender.
Quando sinto aquela coisa
Eu quero segurar a sua mão,
Eu quero segurar a sua mão,
Eu quero segurar a sua mão.

Música: I Want To Hold Your Hand
By: Beatles
Marianne
Não tem como controlar, você pensa que tem o controle de tudo, mas quando suas lágrimas começam a descer, elas não cessam. Você tenta ser forte, tenta resistir, pois é um ser de resistência, mas a toda hora você está entregue mais uma vez nisso. Você não consegue ser perfeita como eles querem que você seja e isso se torna mais apreensivo, mais pressionado, eles querem o seu melhor, mas você não o tem.

Você diz “está tudo bem” e me faz sentir como se eu estivesse fazendo tudo errado, como se eu fosse tão inferior diante de você. Eu te pedi muito? Eu fiz com que você fosse o mais longe possível? Havia algo errado em seu beijo, éramos dois, mas eu me sentia sozinha... Você me estende as mãos e logo me da um tapa, como posso confiar em te amar se você faz com que eu me sinta tão odiada pela pessoa que você fez eu me tornar.
Marianne

Você tem que ser você
Não há quem possa te substituir
Por isso, não seque, flor única!

Quase nunca recebe a luz
Você é como uma flor que nasceu
E que se abriu nas sombras
Enraizada e imobilizada em um lugar não desejado

Desabafe os sentimentos que tentou ocultar

Aguentarei tudo, até as dores e os sofrimentos
Por isso não chore, Flor única

Ainda é cedo para secar
Quero ver você de novo com seu jeito ingênuo

Quero dar força para você

Mesmo que eu me torne inimiga
De todo o resto do mundo vou proteger você até o fim

Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você Devia ter percebido que
Percebibo que não há outro

Você tem que ser você
Antes, agora e daqui pra frente
Mesmo que eu me torne inimiga do mundo todo
Vou proteger você até o fim por isso,
não seja derrotada, Flor única

Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Deve perceber que...
Deve perceber que não há outro
Marianne
A noite está esfriando, sinto minha respiração acelerar e o ar branco sai da minha boca, pensamentos percorrem o vazio deixado, de alguém que ficou para alguém que se foi, você sabe que eu poderia usar tudo isso...

Então o seu silêncio faz barulho novamente, quando acordo não ouço seus pés saírem em silêncio do quarto para não me acordar, e a noite não ouço mais o som do seu sorriso brincando comigo, me fazendo dormir como quem canta uma canção de ninar... Estou tentando, estou querendo ser forte como você, mas é difícil amor, é difícil, isso não é como uma simples escolha, é um sentir livre e obrigatório ao mesmo tempo...

Queria saber como você tem sido depois de tanto tempo, relacionamentos nunca foi o seu forte e eu adoro saber que você se saiu mal, por puro egoísmo meu, estou tentando mesmo sabendo que você deixou de tentar. Nas colunas de pedras e nas curvas de cada rua ouço seu sorriso silencioso, como um vinho amargo secando a língua sinto a ausência do seu beijo... Você tentou algo por nós alguma vez?

E eu espero que você tenha tentado, eu espero que tenha conseguido, conseguido esquecer de tudo o que aconteceu e da vida que você foi mestre em destruir...
Marianne

Éramos tão íntimos, tão cúmplices e hoje somos dois estranhos um ao outro. Eu tentei levar no estilo de vida e todo sentimento que o rodeava até o nosso limite e então o limite foi alcançado e tive que aceitar suas mãos deslizando das minhas costas após ter dado o último abraço de adeus.

Já se passaram alguns anos desde então e eu não sei lhe dizer como me sinto sobre isso, é uma espécie de falta e de um orgulho ferido talvez, mas resumindo tudo eu me sinto tão insignificante quando relembro tudo o que vivemos, fui insuficiente...

Você sorria como um anjo, sua pele era de marfim e seu sorriso de perolas brancas que brilhavam me deixando apaixonada a cada dia, sua perfeição era tudo o que eu não podia ter, mas eu pude tocar.

Eu te ofendi porque queria que você me odiasse, mas foi tudo da boca pra fora, porque eu ainda te amo e não quero o seu ódio, quero o seu amor pra mim. Ninguém entende bem o que sinto, nem eu mesma entendo, mas tenho uma certeza: se você estralar os dedos estarei de joelhos aos seus pés!

Você me completava e sabia disso, e sem você estou incompleta. Queria poder falar como percebi o quão especial você era, o quão único e o quão importante você foi e ainda é na minha vida. Queria que você me falasse se há alguma maneira de parar esse sentimento que sinto por você, pois ele não me deixa ser nada além do que uma sombra que fica deitada aos seus pés.

Eu ainda te amo e não queria sentir mais isso, você era a idealização perfeita e materializada que surgiu, eu te desenhei e te dei vida, porque me deixaste ir embora tão fácil?

Queria que você lembrasse dessas coisas... nem que fosse por um minuto...
Marianne

Já abraçou alguém tão forte como se abrir os braços fosse perdê-lo para sempre? Você o perdeu, não é mesmo? Sei como é sentir, pois sou toda sentir e o pior disso é sentir a ausência.
Sua vida é considerada perfeita, afinal você está inteiro, nada te falta, você não passa sede nem fome, mas passa ausência. Ausência é a pior doença para os literalmente perfeitos. A ausência corroeu uma parte sua que não tem como tocar, é da parte do sublime, do intocável!
Quantas coisas poderiam caber nesse vazio, mas esse vazio só anseia por uma única coisa: a presença de um amor que você muito amou e partiu para longe.
Lembro que fui atingida por um punhal quando percebi ele expressar o seu objetivo de vida: dinheiro sempre, amor nunca.
Sabe eu gostaria de ter sofrido algo mais normal, mais clichê, como ser traída, ou brigar, dizer algo e terminar, mas não ver alguém terminando contigo na certeza de que ainda te amava... e por dinheiro.
Se eu pudesse vê-lo uma ultima vez, sem sombra de duvidas eu perguntaria se ele me amou, só queria ter certeza disso, isso seria o suficiente pra retirar toda essa amargura. Pode ser inocente, mas saber coisas simples como essa é que faz a vida girar... amar ou não amar, ser amado ou não ser...
Ainda há tanta ausência, eu amei uma pessoa que tinha uma presença muito intensa, talvez seja por isso que sou mais uma entre tantas que chora a dor da ausência.
Marianne

Sem você o silêncio é o maior barulho
Sem você escondo o rosto de lágrimas pra ninguém ver
Sem você a ira se torna mestra
Sem você não sei nem o que escrever
Sem você tudo é tão cinza
Sem você me sinto muito fria
Sem você as canções são ridículas
Sem você sou algo vazio
Sem você sou total sem sentido
Sem você, estou sem você...
Marianne

Quando você partir leve tudo
Leve suas malas e leve as memórias que você criou em mim
Leve embora os sonhos e o seu sorriso de marfim
Não me faça sentir que a todo tempo abracei uma sombra
Eu estou te olhando partir e não tenho forças para dizer
Queria tanto que você ficasse
Queria tanto ter ido junto
Oh pequena criança quando você irá crescer?
Eu teria ido tão longe e mais um pouco por você
E no cavalgar desse som sinto a sua respiração
Sinto seus dedos tocarem nas cordas do violão
Oh pequena criança, quando se tornará um verdadeiro adulto?

O outono esteve sozinho sem você
Ele secou aquela verde árvore que você me roubou um beijo apaixonado
Me sinto tão só, tão fria e vazia
O que você possuía pra ter rompido minha vida dessa maneira

Frustração, obsessão e histeria, coisas do amor...
Você foi embora e esqueceu tanto de ti em mim
Da próxima vez que se for não deixa as portas abertas
O frio está me congelando
Congelando esse amor
Congelando essa juventude que pede pra ser vivida...

Porque você fez com que eu preferisse estar sozinha?
Marianne

Oh Sherrie - Steve Perry

Você deveria ter ido
Sabendo como eu lhe fiz sentir
E eu deveria ter partido
Depois de suas palavras de aço
Oh eu deveria ter sido um sonhador
E eu deveria ter sido outra pessoa
E nós deveríamos ter terminado

Oh Sherrie, nosso amor,
Espera, espera
Oh Sherrie, nosso amor,
Espera, espera

Mas eu quero deixar pra lá
Você irá em me ferir
Você seria só melhor sozinha
Se eu não sou o que você pensava que seria

Mas você sabe que há uma febre
Oh que você nunca achará em nenhuma outra parte
Não para de queimar sem parar

(Refrão)

Mas eu deveria ter partido
Há muito tempo, para bem longe
E você deveria ter ido
Agora eu sei por que você fica