Marianne

Traz-se dedicação, e pela navalha do desgosto e do descontentamento do que se ama o coração é dilacerado.

-Por que me feres?
-Porque te amo.
-Por que me amas?
-Porque és minha promessa de completude.
-Por que te completo?
-Por não ser o que sou.
-O que tu és?
-Forte.
-E o que sou?
-Frágil e fraco.
-Por que sou fraco?
-Porque me amas.
-Por que te amo?
-Porque te firo.
-Por que me feres?
-Por que te amo.


Retirado do Blog: Night Heaven



Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário