Marianne

O que me fazia temer e tremer aconteceu. A renúncia de uma escolha feita por impulso, por sentimentos, por irracionalidade.

Existem agora dois lados que me doem, uma parte é ter depositado uma partícula importante de tempo em um estudo em que minha alma não se sentia feliz, apenas meu ego, meu orgulho, minha ganância, meu egoísmo, minha vontade irracional de querer agradar aqueles que amo.

E o outro lado, cuja ferida fica, provoca saudade, mas ternura e medo. Embora eu saiba que essas amigas incríveis que conheci no começo desse caminho que me foi incerto, estarão sempre ali, dia após dia devo me conformar que todo fogo termina em cinzas, as memórias ficarão, o sentimento feliz e os risos sempre estarão estampados em meu rosto, quando minha memória ativar uma lembrança. Mas a vida é assim, alguns continuam no mesmo caminho, outros escolhem novos passos, novos cenários.

Minha vida, mais do que nunca, se assume tal como é, uma reflexão, uma análise, uma observação, uma sede existencial, uma sede de saber, conhecer, uma necessidade de ser um indivíduo ético, conhecedor e racional.

Coloco então em uma caixinha de veludo meus planos como gestora de negócios internacionais, tranco-os ali com carinho, junto deles meus amigos e todo esse paraíso que construí ao lado deles.

E então abro um novo caminho, abro meus braços e vou de encontro para minha paixão maior, para aquilo que estudei por conta a vida toda, para aquilo que me trouxe á lógica...

Me dê boas vindas Filosofia!

Agora eu sei que não importa se começamos ou recomeçamos algo tarde demais, enquanto há a possibilidade e a oportunidade de começar ou recomeçar!
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário