Marianne



A última pétala da margarida é uma grande mentirosa
Ela deixou-se ser a última para me falar de quem você gosta
Fiquei feliz com a mentira
Mas meu Deus, onde está a lógica?
Não devemos acreditar nas flores
Muito menos tirar sua pequena saia feita de pétalas
Essa é a sua beleza, o que mais a interessa?

Era noite, eu vi tantos rostos, vi sorrisos ardentes, mas não encontrei quem eu gosto... Você era pra ser doce, ser um oposto disposto, eu nunca havia notado que você era o resumo de todo o meu desgosto...

Eu deveria saber, nunca podemos ter quem escolhemos, nunca podemos ficar com quem achamos que merecemos, mas céus, quem escolherá por nós? Não existe mais um destino, quando você nota que você é o seu próprio caminho...

Deixo-te só, como sempre fiz, seu rosto atrás de uma revista ou quem sabe de um gibi. Enquanto brinco com uma única música que sei tocar em seu violão, eu queria apenas oferecer a você aquela arranhada canção.
Pensadores | edit post
Notas 
2 Responses
  1. Tudo de muito bom gosto por aqui.


    Um abraço.


  2. Marianne Says:

    Obrigada caro James! Abraço.


Postar um comentário