Marianne


Perdi o sono por uma bobagem que eu sabia ser uma bobagem. Mas não importa, tenho três linhas nas minhas mãos que se destacam e formam um M em cada, junto minhas palmas e a forma desses Ms é tão perfeita, tão igual, por isso fecho minhas mãos porque sei que isso ninguém irá me roubar...

Eu falei que a felicidade á dois não era um dote dado á mim por algum deus, porque eu não acredito em deuses, seres imaginários criados para estacar o buraco do desespero humano. Mas substituímos, substituímos as pessoas por dinheiro, por profissão, por fama, por diplomas e então irei substituir o máximo de pessoas que eu puder e lançarei elas em um nível mais baixo da minha vida, porque eu sei que eu nunca desço do degrau que eu acabei de subir, por nada nem por ninguém.

Eu não confio nas pessoas, conheci uma pessoa certa vez que namorava e traiu sua namorada com uma pessoa que ele nem conhecia, só de vista e é daí pra pior, amor para eu é respeito e respeito exige lealdade, se isso não é capaz de ser dado então não é amor, é interesse, é medo, é covardia, mas não é amor, “quem ama não despreza, não esnoba, não atira pela janela”... Eu tenho nojo disso, sinceramente, essas pessoas não deveriam existir.

Cada vez que vejo isso menos me interesso pela vida á dois.

É impossível confiar nas pessoas, porque são animais civilizados e como todo animal é cego de instinto, assim elas são...

Agora, nada melhor que um bom sono para apagar esse dia do meu presente.
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário