Marianne

Estamos dentro de um jogo, mas não somos as peças, somos as mãos que controla as peças, o objetivo é fazer dos jogadores peças em suas mãos, o descuido fará com que você seja peças nas mãos dos outros.

Não há boas intenções atrás de palavras aveludadas demais, assim como não há rosas aveludadas sem espinhos; desconfie sempre de todos os elogios, quando alguém diz muito o que você quer ouvir, é porque nunca sabem o que dizer ou porque estão tentando jogar contigo.

Aceite as criticas sobre sua ignorância, aceite todas elas, ao reconhecer-se como um ignorante busque o conhecimento, mas esse conhecimento não está na quantidade de livros que você lê, e sim no quão frio você é capaz de ser para não deixar cair por falsas palavras, por cenas de dramas e por indivíduos que encenam papeis de vitima diante da própria escolha feita.

Seja silencioso, não fale nada, não revele nunca as coisas que você sabe, se faça de tolo, represente, você está na sociedade do espetáculo, só receberá aplausos se atuar bem, e a atuação de um ator depende do quão falso ele consegue ser no palco, mas cuidado, esse teatro poderá também enganar você.

Jogue, mas jogue para vencer, jogue também o que não te convém, a sobrevivência social chega á um ponto em que você tem que saber se mascarar e reconhecer as máscaras que os outros estão usando, finja que acredita nessas máscaras... Se os humanos fossem bons, não precisaria do fator morte para evitar o acumulo dessa raça contaminada.

Nunca vire a página - compre um livro novo e recomeçe sua história com um conto que valha á pena!
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário