Marianne

Sabe Deus, deitada aqui nesse quarto que parece ser tão vazio, fico imaginando como as coisas estão lá fora... Eu estava pensando, eu acho que gosto da escuridão, não que isso seja algo diabólico, graças à escuridão as pessoas desejam muito a luz.

Ás vezes me pergunto se eu estou preenchendo o vazio desse quarto com a minha presença, talvez você também se pergunta se está preenchendo esse vazio interior que sinto com a sua presença, mas talvez todo o vazio que os seres sentem tem algum objetivo, alguma lógica desconhecida... No inicio tudo era vácuo, era nada e do nada se fez tudo... será que esse nada dentro de mim está me pedindo para se transformar em tudo, assim como aconteceu contigo no inicio da existência?

Sou um pedaço de você Deus, que criou uma forma, uma consciência, uma inteligência, ás vezes sinto vontade de voltar no seu útero e ficar ali dormindo quietinha como quando eu ainda era uma substância ainda informe... Mas não tem como voltar atrás, não é mesmo? Uma vez que experimentamos a vida, que sentimos o sangue correr por nossas veias, que sentimos um coração pulsar por naturalidade, existir sem poder viver é doloroso.

Sabe Deus eu sou quem gostaria de fazer a diferença, esse mundo que você me colocou é mais grande do que eu imaginava, existem outros pedaços de você que eu gosto, ainda mais por saber que fazem parte de mim mesma e que de certa forma dividiu o mesmo útero comigo, esses pedaçinhos estão longes e eu sinto um pouco a falta deles, mas não é algo insuportável... Será que esse vazio é o que as pessoas chamam de solidão?

Seus planos são estranhos e imprevisíveis Deus, mas eu gosto deles pra ser sincera, por mais que as vezes eu sinta que sou apenas uma peça de xadrez no seu tabuleiro, eu não me importo, de qualquer maneira estamos nessa juntos não é?

Nós comemos a mesma carne e bebemos o mesmo sangue... Acho que esse laço nunca se romperá...

Obrigada Deus por ter me manifestado na sua existência e criação...
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário