Marianne

Eu sou egoísta, sou egoísta na minha vaidade, no meu orgulho e nas minhas síndromes, na minha solidão e melancolia.

Eu levo sempre as coisas para o lado pessoal, quando alguém comenta sobre algum defeito, eu aceito, me afeto, quando isso acontece, eu sou o centro das atenções, mesmo com a consciência de que a pessoa não está falando realmente de mim, mas dela própria, porque quando acusam um individuo é porque viram nele uma imagem deles próprios refletindo no individuo. Quando dizem que uma pessoa é fofoqueira, o verdadeiro fofoqueiro é quem pronunciou - afinal quem está apontando quem?

Se aceito o que uma pessoa diz sobre mim é porque aceito me tornar o que falam..

Se eu não aceito o que falam sobre mim, é porque atingi uma sabedoria e reconheci que sou aquilo que falo dos outros, da mesma maneira que eu sou aquilo que eu acuso outra pessoa ser. Somos todos os filhos do mesmo útero, estamos ligados e somos uma única massa, se eu acuso um ser, estou acusando á mim própria, porque mesmo que com os olhos da tolice eu não seja capaz de me ver no próximo, eu continuo sendo ele.

Sou egoísta porque me sinto o centro das atenções quando ando na rua, porque acho que todos os olhares estão direcionados somente á mim, aos meus defeitos, porque acho sempre que os comentários e as risadas irônicas são todas para mim... Sou egoísta na minha própria desgraça.

Se levo para o lado pessoal é porque estou concordando com a opinião dos que me apontam. Sou a expressão máxima do meu egoísmo, acho que tudo é sobre mim!

O que as pessoas dizem são venenos, cabe á mim decidir se devo ou não bebe-lo.

Como diz a sabedoria dos Toltecas (Aquilo tudo que ainda vou aprender):

Não levo as coisas para o lado pessoal. O que quer que você pense, como quer que se sinta, sei que é problema seu, e não meu. É a forma como você vê o mundo. Não se trata de nada pessoal, pois você está lidando consigo mesmo, não comigo. Os outros vão ter outra opinião, de acordo com seu sistema de crenças; portanto, nada do que pensem sobre mim corresponde a mim, mas a eles.
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário