Marianne

Eu megulhei no mais fundo que havia
E ninguém viu minhas lágrimas na água
O sol é tão quente
Mas as nuvens o escondem sempre
Essa solidão que me orgulha e me mata
Às vezes sou tão feliz sozinha
Que às vezes fico triste em saber isso
É como se a todo tempo eu fugisse de algo
Algo que nem sei realmente se existe
Talvez eu esteja só um pouco triste
Talvez isso passe daqui algumas horas
Mas o que posso afirmar agora:
Eu não queria ser e estar assim...
As horas estacionaram para variar
Há tanto com o que se importar
Mas não quero ver ninguém
Não quero falar
Quero me isolar de todos... todos e tudo...
Estou tão triste comigo com todos e com tudo...

É descobrir que aquilo que se controi é aquilo que te destroi...
Pensadores | edit post
Notas 
1 Response
  1. Marianne,

    É com muita alegria que passo por aqui para agradecer-lhe pela cumplicidade permitida, ao acompanhar o Caminhar & Ruminar, que ontem completou o seu primeiro ano de vida. Obrigado!

    A festa é você, a sua presença e amizade que empresta sem reservas! Tenha certeza, significa muito!

    Receba o meu fraternal abraço!


Postar um comentário