Marianne
Certa vez me falaram: “Não se junte com os porcos, para que quando o dono da porcada chegar, não te confunda com um deles!” – Hoje entendo isso.

"Na minha mais hostil sinceridade irônica, após saber de todos os atos e ações imorais, que você - ser energúmeno – praticava por debaixo de sua máscara, afirmo que, a sua amizade foi, enquanto durou, a maior ofensa e vergonha para a minha pessoa, pois ter a sua presença, marcando o lado da minha imagem, era terrivelmente asqueroso, preferia ter uma legião de inimigos a ter que aceitar o fato de que um dia, a minha existência, foi poluída com a sua presença."

Pra quê fingir que perdoei? Tenho direito de ser estúpida verbalmente ás vezes. Depois escrevo "ns" motivos de rejeição ao outro.

Instante Cruel: [ ]On [X]Off
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário