Marianne

E toda a angústia que o levou a dar
Aquele grito de amargura
E seus remorsos, seu suor de sangue,
Como eu ninguém os conhecia:
Pois quem vive mais de uma vida deve
Morrer também mais de uma morte
(página 978)

Pois quem peca segunda vez, acorda
Uma alma morta para a dor,
Tira-a de seu sudário maculado,
Fazendo-a de novo sangrar,
E a faz sangrar grandes gotas de sangue
E a faz sangrar inutilmente.
(página 979)

E todo o tempo a cal ardente come,
A carne e os ossos seus devora,
Come de noite os ossos quebradiços
De dia come a carne mole,
Por turno vai comendo a carne e os ossos,
Mas sem cessar o coração.
(página 980)


WILDE. Oscar. Obra Completa.- Rio de Janeiro: Editora Nova Aguiar, 1993.
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário