Marianne
Quando a noite é muito fria
Sinto a ausência do calor do seu abraço
Busco no silêncio de folhas vazias
Preencher a sua falta nesse espaço
Fecho meus olhos e revivo o passado
Se o inferno é para eu a distância do seu corpo
Como misericórdia, recebo as memórias do nosso encontro

Não sei mais nada sobre você
Isso me angustia em cada amanhecer
Será você o amor que queimará para sempre em mim?
Será você aquele por quem sempre tentarei deixar nas entre linhas da minha filosofia
Um grito e um choro de saudade – fraqueza cega de agonia?
Sinto falta de você, não há nada que fazer
Você se foi e eu não consegui te segurar
Levarei comigo meu amor - esse pesar
Em inúmeras primaveras procurando o seu olhar...
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário