Marianne
Amar é sentir-se fraca pra mim... É desanimar no meio do caminho. Ao acaso lembrei-me de uma cena que explica bem isso, daquele seriado que eu já havia falado por aqui (Skins), vou deixar o diálogo que copiei do vídeo:


Freddie: - Eu amo você pra caralho. Agora é quando você diz...
Effy: - Não se mexa.

Freddie deita ao lado de Effy na grama e aponta para as nuvens...

Freddie: - Aquela é o JJ.
Effy: - Os rostos deles... Debaixo da pele.
Freddie: - Da pele?
Effy: - Entre esse mundo e o próximo... Os dentes e as garras deles estão saindo. Tentando irromper.
Freddie: - Você cheirou algo no táxi?
Effy: - Tipo um peido, ou algo assim?
Freddie: - Não, tipo drogas ou algo assim.
Effy: - Uma droga com a sua cara.

Effy: - Aqui. – Diz ela passando o dedo na direção do coração dele. – O seu buraco que combina com o meu. No momento em que eu te vi, eu sabia que seria o mais próximo que eu ficaria de... me aproximar. Eu não sabia o que fazer com esse sentimento. Felicidade.
Freddie: - Olha, Effy... Você está mais próxima que eu jamais...

Effy: - Mas eles sabem, agora, e estão famintos. Famintos pra caralho. Porque, que eu saiba, há muitos que estão me perseguindo. E agora estão prontos, estão fortes o bastante para irromper. E eu não consigo lutar com eles. Eu costumava conseguir quando era forte, mas... você me deixou fraca. E agora eu não consigo. Não consigo. 


Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário