Marianne
Você foi o único que viu a boneca empoeirada atrás da vitrine
Eu sempre me senti uma figurante na vida de todos
Muitos passavam na frente da loja mas não olhava para os lados
Mas você tocou a palma da sua mão no vidro que me protegia
Então me fez acreditar que eu respirava
E algo começou a pulsar dentro do meu peito
Passei a ouvir um eco chamando por você
Você sorriu e eu sorri de volta e eu acreditei que existia
Quando vi que eu podia me movimentar no reflexo dos seus olhos
Mas você não me levou para casa
Você tem medo até de me por na sua escrivaninha
Eles apagam as luzes e eu permaneço mais um dia no mesmo local
Esperando aquela criança me olhar e brincar comigo
Porque você me mostrou o paraíso e não me deixou entrar?
Você está trincando meu rosto me fazendo chorar
E meu coração de porcelana está virando cacos que me machucam por dentro
Devolva a minha solidão criança medrosa...

Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário