Marianne
Estou feliz porque tudo está sensível ao meu redor
Ouço o cair de uma folha e sinto a plenitude da brisa
Choro mas sem anular o meu sorriso, pois tudo se apresenta tão belo
Talvez eu esteja sonhando com a paz desejada
Não quero acordar...
Se isso é loucura não quero ficar lúcida
Eu caminho sozinha pelas ruas, mas tenho minha sombra
O amor é um veneno que paralisa pedaços da minha mente
Não quero amar nada nem ninguém
Não quero que ninguém me ame
Quero ficar encolhida no meu circulo vicioso
Viver no mundo dos meus livros
Abrir meus braços quando a brisa se tornar ventania trazendo a tempestade
E sentir os mais fortes trovões ecoarem no meu peito
Porque sou humana e habita dentro de mim um caos
Porque sou mulher e habita dentro de mim um coração solitário na sua feminilidade

Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário