Marianne

Talvez o cansaço de final de ano esteja pesando sobre meu corpo, sobre minha mente, mas isso não é de todo o pior, desde que eu olhe daqui a alguns meses para trás – porque sempre somos obrigados a fazer isso, uma hora ou outra – espero poder ver que todo esse esforço valeu a pena.

Vendo uma apresentação de um concerto de música barroca, embora eu tenha passado mais tempo com os olhos fechados, pois em mim a visão diminui um pouco a sensibilidade da audição, pude notar que a música é uma linguagem sem palavras, visto que as palavras são formas dadas aos sons; cada músico sintonizava com outro músico e com seus instrumentos, e a música parecia sair dos corpos deles, eles vibravam seus corpos com o ritmo do instrumento, os sons se misturavam e se uniam, formando uma harmonia capaz de deixar a mente dos ouvintes vagar por uma época distante.

Os músicos são os instrumentos que captam o som de todo o cosmo e conseguem transmitir para nossa sensibilidade.

Se há algo na minha vida que me causa prazer além de ler livros é, obviamente, ouvir música...



SESI música/2009

La Furstenberg



Pensadores , | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário