Marianne

Os anos se passaram e tudo dentro de mim congelou-se, mas por que choras olhos teimosos? O gelo que protegia o coração de repente derreteu-se? Talvez seja, toda essa água salgada a lavar essa horrível expressão, não passa da perca de força, perca de frieza e auto-suficiência.

Como pode um coração de carne quebrar-se como vidro? Porque dói, oh dor?
Em minha boca sinto gosto das águas do mar, talvez o oceano seja as lágrimas de uma Terra triste e solitária...
Eu falhei novamente?

O céu parece estar nublado ou será que não consigo enxergar o sol por detrás das nuvens?

Preciso estar sozinha... O convívio com os demais me rouba a identidade. Quero poder dividir bons pensamentos com quem sabe pensar.

Eu queria ter te falado que a melodia mais linda que já ouvi foi o pulsar do seu coração...

Mas agora é melhor abandonares sua Penélope em Ítaca e enfrentar a Guerra de Tróia, no caminho de volta ela irá reconhecer-te quando tu armares o seu arco novamente, pois ele é seu e ninguém mais o domina como você.
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário