Marianne

E então tudo acaba de começar, as situações tornar-se-ão tão previsíveis.

O amor se transformará em ausência, a ausência em vazio e esse vazio será preenchido pela raiva, da raiva surgirá o ódio e do ódio o desejo de humilhar o objeto que fora amado, e então tentarás a vingança para aliviar esse mal estar.

Farás de nossa história uma piada vantajosa em mesa de bar, serei como um assunto qualquer imoral e quando isso chegar aos meus ouvidos, a imagem de anjo que eu via irá se transformar em demônio. 

Mas uma noite lembrarás que certa vez uma criança tola pediu para que você segurasse sua mão quando ela quisesse correr para longe, e lembrarás mais, você a soltou.

Os espinhos não são pura maldade das rosas... Elas só têm eles para defender-se quando sente medo...

Você me odeia... A minha alma me sussurrou isso essa noite, estou com medo de você, irei sumir para sempre e você não terá mais esse sentimento de incomodo produzido por uma louca.
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário