Marianne
O tempo está nublado
Onde está meu coração?
Fecho meus olhos enquanto deito no chão
E noto que ele não está longe
Porque o ouço ecoando
Embora não o sinta mais...

Vazio, como posso senti-lo?
Quando tudo é tão cheio?
Silêncio... Quase não ouço minha própria respiração
Como posso não me encontrar quando estou em mim mesma?
Solidão, minha grande contradição,
Me seduz com sua melancolia para tu mesma não sentires sozinha...

Não quero ouvir vozes, não quero ouvir choro nem risos,
Sinto uma intensa necessidade pelo nada
Pela ausência de tudo o que me rodeia
Só quero eu em mim mesma navegando por ondas neutras
Para ancorar em uma ilha isolada em si mesma

Eu não sou real...
Cansei de tantas projeções
Criamos nosso veneno para bebê-lo depois
Para não morrermos e sim entristecermos mais e mais
Mas com o que? Com a existência de tudo o que foi, que é e que virá a ser...

Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário