Marianne
Nesses últimos dias aprendi uma lição importante: Nunca aprendemos lição alguma.

Logo eu que me julgava preparada para não errar de novo com as amizades, acabei errando. Recordo-me que na adolescência eu fiz amizade com uma garota, tinha ela como irmã, mas de repente todas as pessoas foram se afastando de mim, eu não entendia bem o porquê, até que, sempre tem aquela pessoa que arrisca tudo e fala a verdade - essa pessoa me contou tudo. Tarde demais descobri que o motivo das pessoas se afastarem de mim, era a presença daquela pessoa ao meu lado, enquanto eu a defendia de tudo e todos, enquanto eu a via como uma pessoa boa; quando meus olhos estavam longe, ela me prejudicava com falsos comentários.

Depois dessa experiência desagradável achei que havia aprendido, afinal, basta por a mão no fogo e queimá-la para nunca mais a por...

Infelizmente a mesma situação se repetiu, em cenários e com pessoas diferentes, julgava ter a melhor de todas as amizades do meu lado, pensei que o fato das pessoas não se aproximarem de mim era devido ao meu “anti-socialismo”, mas bastou afastar de mim determinado indivíduo e todas as pessoas ficaram próxima de mim, então entendi que mais uma vez cultivei uma “erva daninha” no meu jardim. Mas dessa vez, a tempo, consegui enxergar que o que eu tinha do meu lado não era nenhum tipo de amizade e sim um grande inimigo, que quando eu defendia, longe de mim ele me prejudicava.

Mas agora parece que eu me livrei de um grande peso... A lição que eu julgo ter aprendido dessa vez é que em vez de procurar longe o motivo pelo qual a sua vida não evoluí, olhe às vezes do lado, um falso-amigo é pior que um inimigo declarado. 


É, a sua caiu...
Pensadores | edit post
Notas 
0 Responses

Postar um comentário